Notícias

Procuradores são eleitos para o Conselho Superior da Procuradoria-Geral do Município

Article cover 71aa9ee8f1c553d8

Na última quarta-feira, 1º de agosto, foi realizada a eleição para o Conselho Superior da Procuradoria Geral do Município, que é formado por nove procuradores, além do procurador-geral do município, Netônio Bezerra Machado. Na oportunidade, foram eleitos conselheiros os procuradores Tiago Batista Vieira e Hermosa França, que assumiram nos lugares dos procuradores Paulo de Tarso Souza Sampaio e Mark Clark de Melo Lima. 

Para a conselheira esse é um momento de grande alegria. “Para mim é uma honra porque o Conselho Superior trata de assuntos pertinentes não só da Procuradoria, mas também do município. É uma honra e a gente espera fazer um bom trabalho nesses dois anos, porque a gente está aqui para somar, respeitando os colegas e a gestão para fazer um bom trabalho em prol de todos”, destacou Hermosa França. 

O procurador Tiago Batista Vieira destacou o desafio que esta nova oportunidade representa em sua carreira e que será encarado com responsabilidade e trabalho em prol da categoria. “A assunção ao cargo pela eleição direta de meus pares nos traz a obrigação e o desafio de exercê-lo em nome da carreira, me colocando à disposição para levar todos e quaisquer pleitos e deliberações que os colegas queiram representar perante o Conselho. Pessoalmente para mim é uma responsabilidade inédita, mas buscarei cumpri-la espelhando-me no excelente trabalho desenvolvido pelos colegas Paulo de Tarso e Mark Clark aos quais estou sucedendo, e a quem agradeço em reconhecimento”, enfatizou. 

Para o presidente da Associação dos Procuradores do Município de Aracaju, Matheus Brito Meira, que teve a oportunidade de ser conselheiro em 2014 , essa é uma experiência importante. “O Conselho Superior da Procuradoria é o órgão máximo da Procuradoria, é um órgão que tem a função de baixar parecer normativo, de redigir súmulas administrativas que vão dar norte de como os procuradores vão atuar, então é um órgão fundamental para o bom andamento da Procuradoria e, consequentemente, do município, que se vale das decisões e dos pareceres que são exarados pelos colegas procuradores e, muitas vezes, pareceres esses que são normatizados pelo Conselho”, relatou. 

 

 

*Foto: Ana Lícia Menezes/Divulgação/PMA